top of page

A Representatividade do Espaço na Representação do Desejo Homoerótico na obra Lábios que Beijei

Pesquisas em Temas de Linguística, letras e artes

Helder de Araújo Holanda

DOI: 10.46898/rfb.

92e281f6-3a43-4c8a-bde8-b556c5ecfc4e

Sinopse

O presente trabalho, tomando por base o fato de que as questões referentes à percepção do espaço e o seu estatuto ficcional ainda necessitam de muitas discussões no âmbito da crítica e da teoria literária, propõe-se a discutir a perspectiva espacial na narrativa de temática homoerótica Lábios que Beijei (1992) de Aguinaldo Silva, a partir das contribuições propostas sobre Topoanálise Literária existentes na Poética do Espaço Bachelard (1996), e em Borges Filho (2007), com sua obra Espaço e Literatura: uma introdução à topoanálise (2007). Com o objetivo de entender as implicações ideológicas e culturais que o espaço estabelece, enquanto estrutura narrativa, discute-se nesta narrativa como e de que forma os espaços físicos transcendem a materialidade espacial e interferem na representação do desejo homoerótico das personagens protagonistas, conferindo-lhe significados e reações de diferentes sentidos.

Data de submissão:

16 de agosto de 2023 20:46:30

Data de publicação:

28 de agosto de 2023 15:06:15

Gostou? Comente!
Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Add a rating
Partagez vos idéesSoyez le premier à rédiger un commentaire.
bottom of page