top of page

HISTÓRIAS DAS MULHERES: cruzando fronteiras e ultrapassando barreiras

Pesquisas em Temas de Ciências Humanas

Luciana Nascimento dos Santos

DOI: 10.46898/rfb.

4072b093-58ab-4aab-8ae1-4fe4befbbeb9

Sinopse

Este artigo traz uma abordagem teórica acerca de alguns aspectos relevantes das histórias das mulheres e suas lutas por equidade no contexto da sociedade patriarcal, marcada por desigualdades de gênero e raça. As reflexões apresentadas são um recorte da pesquisa de mestrado, voltada para o estudo da trajetória de vida de uma professora negra que faleceu na sala de aula de uma escola da rede municipal de ensino de Feira de Santana-BA, em 2006. A referida pesquisa, de base qualitativa e ancorada na abordagem das histórias de vida, destaca as experiências de preconceito e discriminação racial vividas pela professora no âmbito escolar. A investigação foi norteada a partir das seguintes questões problematizadoras: Como se compôs a história de vida da mulher negra que se tornou professora? Quais as implicações do racismo, do preconceito e da discriminação racial para a vida da professora, bem como para o processo de morbimortalidade da mulher negra? No desenvolvimento do trabalho utilizamos diversas fontes, a saber: entrevistas, registros escritos pela professora, fotografias, matérias jornalísticas, documentos civis, estabelecendo intersecções entre as histórias coletivas das mulheres, com ênfase nas histórias das mulheres negras e na história individual da professora. No referido estudo, enfatizou-se as questões étnicorraciais, de gênero, trabalho docente e saúde da população negra. Para a discussão acerca das histórias das mulheres, neste recorte, nos referenciamos nos estudos de Beauvoir (2001), Carneiro (2003), Louro (1997), Oliveira (1998), Perrot (1998), Scott (2008) e Silva (2002).

Data de submissão:

30 de abril de 2023 00:12:21

Data de publicação:

22 de julho de 2023 02:46:04

Gostou? Comente!
Obtuvo 0 de 5 estrellas.
No se pudieron cargar los comentarios
Parece que hubo un problema técnico. Intenta volver a conectarte o actualiza la página.
bottom of page