top of page

A POLIFONIA DO SUJEITO DA ENUNCIAÇÃO NA COMPREENSÃO TEXTUAL

Pesquisas em Temas de Linguística, Letras e Artes

Maria das Doris Moreira de Araújo, Maria da Conceição Moreira de Araújo

DOI: 10.46898/rfb.

bad8fd7e-3908-48f8-b099-6a0bf92af89d

Sinopse

Este estudo tem como propósito apresentar a concepção de polifonia na perspectiva de Bakhtin e Oswald Ducrot. Os dois autores concordam que a polifonia é definida pela disseminação de vozes ou sujeitos no discurso. Porém, enquanto Bakhtin destaca que a polifonia está no discurso/texto, Ducrot, além de concordar com o russo, defende com ascendência que a polifonia está no enunciado. Para a realização deste estudo, contou-se com a leitura de Problemas da poética de Dostoiévski (2008), de Bakhtin, e O dizer e o dito (1987), de Ducrot, além da contribuição de teóricos como Barros (1999), Koch (1989) e Orlandi (1989). Esses autores mostram que o discurso é heterogêneo e que essa visão de polifonia contribui para a produção de sentido. Sentido, nesta acepção, diz respeito ao reconhecimento dos posicionamentos do sujeito autor marcados pelas formações discursivas no texto.

Data de submissão:

1 de janeiro de 2023 21:30:42

Data de publicação:

16 de janeiro de 2023 07:53:11

Gostou? Comente!
Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Share Your ThoughtsBe the first to write a comment.
bottom of page